JÂNIO, A BOLA DA VEZ - Artigo

O pré-candidato Jânio Natal botou pimenta no cenário eleitoral em Porto Seguro nas duas últimas semanas, dando trabalho aos articuladores, agentes políticos e especuladores. Boatos de todo o tipo circularam nas redes, dando como certa até a escolha do vice. Jânio rechaçou veementemente, claro!

As denúncias frontais que vinha fazendo contra o governo do estado e o secretário estadual de Saude, Fábio Vilas-Boas, e a presença do ministro do Turismo, de deputados e autoridades do primeiro escalão do governo federal em evento organizado pelo por Natal e Jonga Barcelar para tratar da retomada do Turismo,  foi a gota dágua para que as especulações em torno do seu nome se multiplicassem. 

Assumindo um espaço vazio, de porta-voz das queixas da populaçâo portossegurense, o pré-candidato clamou pelas mortes da Covid-19, entrando em franca defesa do Protocolo Precoce que inclui a hidroxicloroquina; clamou pelos empresários e pelo comércio, defendendo a reabertura responsável das atividades turísticas; fez graves denúncias e foi democrático ao anunciar que seu vice-será escolhido com a participação de todos os pré-candidatos da sua chapa e apoiadores.

A visita do ministro repercutiu em todo o país com o pré-candidato, cujo partido agora é da base do governo federal, figurando como candidato bolsonarista e dominando a cena.

Com base local de cerca de 150 pré-candidaturas a vereador, que pode ser ampliada com essa mudança de cenário, passou também a ser o alvo de candidatos a vice.

Não há como negar, Jânio marcou um gol de placa e é a bola da vez. 

Os seus adversários agora se movimentam para deter a súbita ascenção, que pode consolidar o seu nome como favorito na corrida eleitoral em Porto Seguro.

E segue o baile...




Postar um comentário

0 Comentários