EUNÁPOLIS: Moradores reclamam de obras inacabadas que prejudicam o vai e vem de pessoas e veículos

Nos últimod fias, a prefeitura de Eunápolis vem começando as chamadas obras “feitas nas coxas”, provavelmente sem uma avaliação técnica e sem observar a previsão de tempo, o que termina gerando um "problemão" para a comunidade em geral.

Muito recentemente começaram o patrolamento e “asfaltamento” de algumas ruas do “bairro” Aeroporto. 

Não terminaram o serviço, as chuvas começaram e as ruas que ficaram sem asfalto, viraram um grande lamaçal, prejudicando o trânsito de veículos e também das pessoas, que têm dificuldades para andar no meio de tanta lama.

Muitas ruas do bairro Juca Rosa apresentam alagamentos.  Um comerciante da Rua Campos Sales,  teve o seu movimento prejudicado por uma enorme lagoa em frente ao seu estabelecimento. Situações semelhantes foram observadas em outros bairros.

No bairro Dinah Borges também há reclamações. O Sargento PM da reserva, Luiz, morador daquele bairro, fez alguns vídeos reclamando da situação. Segundo ele, com a passagem das máquinas, gera muita poeira no verão. Além do mais, a rua dele foi muito rebaixada, a ponto de o seu veículo não poder entrar na garagem. Quando as chuvas chegaram, a rua foi tomada pela lama, prejudicando o trânsito de pessoas e veículos. 

A prefeitura de Eunápolis teve quatro anos para planejar e realizar esses trabalhos e deveria, não só calçar ou asfaltar todas as ruas, mas também pensar no saneamento básico, um super problema que prejudica e muito a cidade, inclusive com riscos de doenças,  já que todas as casas tem uma ou mais fossas em seus quintais. Essas fossas acabam prejudicando o lençol freático, aquela água que corre sob a terra, que brota nas nascentes. As pessoas que tem poços artesianos em casa podem estar bebendo água infectada com coliformes fecais (Coliformes fecais, atualmente chamado de coliformes termotolerantes, são bactérias que estão presentes em grandes quantidades no intestino do homem e animais de sangue quente).


Creditos: News Bahia

Postar um comentário

0 Comentários